Um clipe ins­pi­rado nas gran­des cenas de ação com direito a tudo: per­se­gui­ção de car­ros, tiros, explo­sões e um per­so­na­gem fugi­tivo. Payphone só peca em expli­car pouco e dei­xar a nossa ima­gi­na­ção livre para inter­pre­tar o papel dos per­so­na­gens prin­ci­pais no assalto ao banco e na fuga que acon­tece depois. Ainda assim, um clipe muito bem pro­du­zido e com cara de hit.