Revista O Grito!

Jazz Metal — Por Paulo Floro

Nada a Temer, por Marcelo D’Salete

golpe3

O quadrinista Marcelo D’Salete, autor de Cumbe, usou seu desenho como forma de resistência ao governo provisório de Michel Temer.

D’Salete adaptou uma cena de Cumbe, HQ que mostra a luta de negros escravizados durante o período colonial no Brasil, para mostrar indignação ao governo que assumiu o poder através de um golpe parlamentar. A imagem foi divulgada no Facebook do artista.

Foto oficial do golpista, por Shiko

temer

O paraibano Shiko divulgou em suas redes sociais a imagem acima que registra o presidente interino Michel Temer em toda a sua obscuridade. A foto oficial do golpe na democracia brasileira.

Mais do trabalho de Shiko em seu Facebook.

Laerte convida: todo mundo no ato dia 31

laerte

Laerte Coutinho é uma das cartunistas mais importantes do Brasil. E usa sua relevância com responsabilidade: ou seja, se posiciona sobre um dos momentos mais críticos de nossa história. O desenho acima foi postado em seu Facebook e conclama todo mundo a ir à passeata contra o golpe no dia 31 de março.

A passeata pede o respeito à democracia e se posiciona contra impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Laerte já postou outras tiras sobre a crise institucional hoje no Brasil:

12512218_1031876680192666_6155473101737744515_n

1931536_1020152801365054_6811203695233380784_n

1545726_1058429110887646_8730808925219397317_n

“Fascismo está crescendo… as massas estão sendo empolgadas por uma espécie de falta de direção geral, pela manipulação da mídia e do judiciário numa clara tentativa de derrubar o governo”, disse a quadrinista em entrevista ao TV Poeira.

A nova HQ de Guilherme Petreca, “Ye”

petreca

A editora Veneta divulgou a capa da nova HQ de Guilherme Petreca, Ye, que entrou em pré-venda. Petreca é hoje um dos quadrinistas brasileiros mais talentosos de sua geração. No final do ano passado ele lançou Carnaval dos Meus Demônios, pela Balão e soltou ainda a HQ curta Galho Seco.

“Piratas, bruxas, malandros e monstros: o jovem mudo Ye enfrenta toda sorte de perigos e desventuras, em sua jornada de autodescoberta. A história retrata de forma poética a transição entre a adolescência e a fase adulta”, diz a sinopse da obra. O camarada Ramon Vitral soltou um preview de quatro páginas da obra. Promete bastante!

Ye tem 176 páginas e vai custar R$ 60.

Coleção de cards relembra HQs históricas lançadas no Brasil

cards2

O Festival Guia dos Quadrinhos anunciou uma coleção de cards que homenagearão as revistas em quadrinhos mais importantes já lançadas no Brasil desde os primórdios do mercado. Entre elas estão a Tico-Tico, pioneira na publicação de HQs no País, a Gibi, título que acabou tornando-se sinônimo de quadrinhos e a Pererê, de Ziraldo.

Serão 10 cards a cada edição anual do Festival Guia dos Quadrinhos, em uma coleção que, ao longo dos anos, formará uma grande painel dos títulos mais importantes e influentes lançados em nosso país desde 1905. Os cards serão distribuídos gratuitamente aos visitantes do evento.

Este ano, o Festival Guia dos Quadrinhos ocorrerá nos dias 9 e 10 de abril e terá lugar no Club Homs, na Avenida Paulista nº 735. O evento dobrará sua capacidade de expositores e triplicará as mesas para quadrinistas brasileiros. Haverá também artistas convidados de renome internacional, exposições de arte, workshops, debates, leilões beneficentes e muitas outras atrações.

cards guia

Página 0 de 327

Jazz Metal é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2016