Revista O Grito!

Site Mais Gibis estreia novas HQs de Octávio Carielo, Felipe Cagno e a coletânea Máquina Zero

draco

O site Mais Gibis estreia novas parcerias nessa quarta (23). A Editora Draco, Timberwolf Entertainment e Quadro a Quadro irão publicar suas HQs pela plataforma. Com isso teremos lançamentos para download a partir dessa semana.

Para Tudo se Acabar na Quarta-Feira, de Octávio Carielo e Manoel Ricardo, é a primeira HQ da parceria com a Editora Draco. Já Lost Kids, de Felipe Cagno, será publicada semanalmente no site. A primeira edição será gratuita. Máquina Zero, coletânea com organização de Lucas Pimenta e Marcello Fontana que foi sucesso no último FIQ é o lançamento da Quadro a Quadro.

Ryot, Fabio Yabu, Líber Paz, Marília Bruno, Vitor Cafaggi, André Diniz e Mario César são alguns dos autores já presentes no site, que estreou no final do ano passado. A iniciativa tem como objetivo impulsionar o mercado de quadrinhos digitais no Brasil, que ainda é bem pequeno quando comparado com EUA e Europa.

Assim como as outras HQs do Mais Gibis, as novas publicações são disponibilizadas, após a compra, para download em formato PDF, CBR e CBZ, sem restrições de acesso ou leitura.

Saiba mais sobre as novas HQs:

Máquina_Zero_001

Máquina Zero é uma antologia internacional organizada por Lucas Pimenta e Marcello Fontana e que envolve nomes como R.M. Guéra, Salvador Sanz, Flavio Luiz, Eloar Guazelli, Leonardo Maciel, Boulet, entre outros. Suas histórias passeiam por diversos estilos e gêneros.

Lost_Kids_1_01

Lost Kids, de Felipe Cagno, é uma superprodução. Envolveu artistas de quinze países, tem oito edições e foi viabilizada pelo Catarse. Seguindo a trajetória de sucesso da HQ que já é comercializada nos EUA, ela agora ganha versão digital em português.

Draco_Para_Tudo_se_Acabar_na_Quarta_Feira_00

Para Tudo se Acabar na Quarta-Feira visita o universo de Intempol, criação do roteirista de Octávio Carielo que ganha uma incursão nos quadrinhos com a arte de Manoel Ricardo. No Rio de Janeiro, um grupo de traficantes descobre que cada um de seus atos é parte de um plano maior e que eles têm apenas quatro dias para descobrir a verdade.

HQ O Vira Lata vai virar série de TV na Globo

vira lata

A HQ brasileira O Vira Lata, que conta a história de um herói da periferia de São Paulo, vai virar série de TV. As informações são da Folha de SP.

A trama será baseada no quadrinho de Paulo Garfunkel e Libero Malavoglia, que fala de um ex-presidiário criado por uma mãe de santo e treinado por um samurai. A obra foi usada pelo médico Drauzio Varella para ajudar nas campanhas de prevenção à aids nos presídios brasileiros.

A HQ ganhou uma nova edição em 2012 pela Peixe Grande. A série vai misturar dramaturgia com animação e começará a ser gravada este ano, em São Paulo. O protagonista ainda não foi encontrado e não há previsão de estreia. Quem encabeça o projeto é Luiz Fernando Carvalho. Veja a resenha que fizemos da HQ.

Baiano Antonio Cedraz será o homenageado do FIQ 2015

cedraz

O quadrinista baiano Antonio Cedraz foi anunciado como o homenageado na 9ª edição do FIQ – Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte, que acontecerá de 11 a 15 de novembro de 2015.

Cedraz tem 40 anos de carreira e já publicou em países como Portugal e Cuba. Seu trabalho mais conhecido é A Turma do Xaxado, que conta a história de um neto de cangaceiro que vivia com o bando de Lampião.

O FIQ acontece em Belo Horizonte e é um dos mais importantes eventos de quadrinhos do País. Veja nossa cobertura do ano passado.

turma-do-xaxado-quadro-a-quadro

Crowdfunding: Fanpage Mulheres Nos Quadrinhos vai lançar dois livros com novas autoras

llQXZlu

A página do Facebook Mulheres Nos Quadrinhos colocou um projeto de livros impressos no Catarse. Com mais de 50 mil seguidores, a proposta é dar mais espaço para quadrinistas, sobretudo novas autoras.

Serão dois livros impressos com a presença de 24 autoras. Cada uma fará cinco páginas de material inédito. Além disso, as organizadores estão pedindo ajuda aos leitores para escolher 20 tiras que farão parte da publicação.

Entre as autoras convidadas estão Amanda Lopes, Ana Maria Sena, Dani Mota, entre outras. As contribuições começam em R$ 10. Por R$ 60 o apoiador recebe os dois livros impressos em casa. Veja mais detalhes no vídeo abaixo. Colabore!

Capitão América negro, Thor mulher: mudanças “polêmicas” é estratégia velha da Marvel

avengers-now_1000x791

A semana foi movimentada para leitores da Marvel. A editora norte-americana fez três anúncios que chamaram atenção da mídia em todo o mundo. A primeira delas é que Thor passaria a ser uma mulher. A segunda, revelada nessa quarta (16) no programa de TV Colbert Report, do Comedy Central, é que Sam Wilson, o Falcão, passaria a ser o Capitão América. A informação foi dada por Joe Quesada, editor-chefe da editora.

Já a revista Entertainment Weekly revelou mais planos da editora. Uma delas é que haverá um novo Homem de Ferro, chamado Homem de Ferro Superior, que usará uma armadura apelidada de “Genius Bar”, toda branca com detalhes pretos cromados. O alter-ego está sendo mantido em segredo, por enquanto.

Não é de hoje que os leitores de quadrinhos de super-heróis vivenciam mudanças bruscas em personagens. É parte do jogo da indústria de comics norte-americanas. Ao contrário do mercado europeu, japonês e até mesmo o brasileiro, as coisas por lá nunca podem ter fim. E isso pede uma renovação constante (e vendas, idem). O resultado dessa pressão por resultados é um esgotamento criativo.

sam_wilson_cap_america

Apesar da mídia não-especializada fazer alarde, essas mudanças não são novidades na cronologia da editora.

Thor já mudou de identidade outras vezes, inclusive coexistindo com diversas versões. Basta se lembrar do Bill Raio Beta, que era um alienígena. Já um Capitão América negro foi visto na fase em que o herói era Isaiah Bradley (com boas histórias, diga-se). O mesmo vale para Homem de Ferro e suas inúmeras transformações.

Na nova fase dos Vingadores, o Thor homem, aquele que todos conhecemos, vai atuar no supergrupo, mas agora usando um machado sagrado chamado Jarnbjorn. Ou seja, ao contrário do que disse o roteirista Jason Aaron, teremos sim mais de um Thor no Universo Marvel.

Mais detalhes serão revelados durante a Comic-Con, que acontece em San Diego, na Califórnia, na semana que vem. Não estranhe que daqui a alguns meses, quando o segundo filme dos Vingadores estiver prestes a estrear, todas essas mudanças “polêmicas” sejam desfeitas.

Esta não é a primeira nem será a última crise de criatividade da Marvel. Com as vendas em baixa, o negócio é arriscar. Vai do gosto de cada um seguir apostando nesse jogo.

iron01

Leia Mais
O fim da revista Vertigo pode ser algo a se comemorar
A chegada de Marvel Now ao Brasil
Reformulação da DC Comics é ótimo momento para colecionar heróis