Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Nerd

São Paulo ganha loja de moda nerd

studiogeek

A Studio Geek abriu recentemente as portas na Alameda Jaú, 1988. A loja fica no chamado “circuito geek” de São Paulo: a 10 metros da Comix Book Shop, a 60 da Limited Edition, a 500 da Geek.etc.br e a 750 da Coleciona Brinquedos (esqueci algum?)

Diferente destas, a Studio Geek não trabalha com quadrinhos, action figures e DVDs, mas com confecção (camisetas, blusões, roupa íntima e bonés) e outros mimos: canecas, skins e capas para celulares.

Importante ressaltar que os produtos são 100% licenciados, o que garante a qualidade. Tudo, do molde ao tecido, precisa ser aprovado pelos donos de marcas como Warner, Disney e Universal, notoriamente exigentes com esse tipo de coisa. E isso, claro, tem seu preço.

Entre as licenças disponíveis estão DC Comics, Marvel, Star Trek, Hanna-Barbera, The Big Bang Theory, G.I. Joe, Transformers, Scarface, E.T., Gremlins, De Volta para o Futuro, e outras.

Pra quem é de fora de São Paulo há a opção de comprar pelo site www.studiogeek.com.br. Mais informações pelo telefone (11) 2645-8337.

Papo de Lista: Os 10 Maiores Arqueiros da Cultura Pop

Os arqueiros são soldados leves, que desde tempos imemoriais aterrorizaram exércitos e criaram lendas a respeito de sua perícia e de seus feitos. Amplamente explorados na cultura pop, o Papo de Quadrinho listou os 10 maiores arqueiros de todos os tempos. Confira:


10 – Hank

Hank é um arqueiro cujo arco místico dispara setas de energia quem também podem se moldar ao alvo de acordo com sua vontade. Ele é personagem do famoso desenho animado da CBS, Caverna do Dragão, exibido pela primeira vez nos EUA em 1983 e que também fez muito sucesso por aqui, quando exibido no programa de TV Xou da Xuxa, nos anos 1980.

Primeira aparição: Dungeons & Dragons em 1983. Dublado por William Aames e, no Brasil, por Ricardo Schnetzer.

9 – Rambo

John Rambo é um veterano da Guerra do Vietnã, treinado nas forças especiais, praticamente uma máquina de matar. Surgiu pela primeira vez no romance First Blood, de 1972, escrito por David Morrell, porém imortalizado na série de filmes em que foi interpretado pelo ator Sylvester Stallone.
Rambo dominava vários tipos de armas e veículos, mas mandava bem mesmo no arco, por ser uma arma silenciosa, elegante e precisa, mais adequada às campanhas de infiltração e resgate que ele empreendia.

Primeira aparição: First Blood em 1972. No cinema, em Rambo, lançado em 1982.

8 – Katniss Everdeen

Criação da escritora Suzanne Collins, a jovem Katniss Everdeen vive em uma cidade paupérrima de mundo pós-apocalíptico. É obrigada a se oferecer para lutar no lugar da irmã em um Reality Show brutal chamado Jogos Vorazes, onde apenas um sobrevive.
The Hunger Games
é um best-seller que recebeu uma versão cinematográfica em 2012, em que Katniss foi interpretada pela atriz Jennifer Lawrence.

Primeira aparição: The Hunger Games em 2008, e na versão cinematográfica em 2012.


7 – Nicholas Hook

É um arqueiro renegado que acaba servindo o exército inglês durante o ano de 1415. Além da habilidade com arco longo e sua coragem, Hook é guiado pelos santos Crispin e Crispiano, patronos da cidade francesa de Soissons. Criação de Bernard Cornwell, “Nick” Hook está presente em um dos momentos mais marcantes da história inglesa, A Batalha de Azincourt, quando o exército inglês, exausto, doente e em grande desvantagem numérica, triunfou graças ao poder dos arqueiros e a estratégia usada no campo de batalha.

Primeira aparição: livro Azincourt, de 2008.

6 – Legolas Greenleaf

Criado pelo escritor J.R.R. Tolkien, Legolas é elfo Sindar da Floresta das Trevas. Como mensageiro dos elfos de sua terra, participou do Conselho de Elrond.  Uniu-se à Sociedade do Anel, grupo responsável por guiar o hobbit Frodo para destuir o anel de Sauron, representando sua raça.

Primeira aparição: livro Senhor dos Anéis, parte 1 – A Sociedade do Anel de 1954. No cinema, na versão homônima de 2001, interpretado pelo ator Orlando Bloom.


5 – Princesa Merida

Nas misteriosas Terras Altas da Escócia, a impetuosa princesa Merida é uma arqueira habilidosa. Filha do Rei Fergus e da Rainha Elinor, é a personagem principal do filme Brave. Merida foi criada por Brenda Chapman para essa animação da Pixar.

Primeira aparição: filme Brave, de 2012. Dublada por Kelly Macdonald. No Brasil, Luisa Palomanes.

4 – Gavião Arqueiro

Surgiu como um dos vilões do Homem de Ferro. Regenerou-se e participou dos Vingadores, sendo um dos personagem quase sempre presentes no grupo da Marvel. Ainda que não tenha super poderes, o Gavião passou a infância em um circo recebendo lições como acrobata e, mais tarde, recebeu treinamento dos criminosos Trick Shot e Espadachim. Já como super-herói, recebeu do Capitão América treinamento tático e físico. Possui uma visão espetacular, que combinada com sua perícia no arco, faz dele um atirador praticamente perfeito.

Primeira aparição: Tales of Suspense #57 de 1964. No cinema, foi interpretado pelo ator Jeremy Renner em 2012.


3 – Arqueiro Verde

Alter-ego do milionário Oliver Queen, o Arqueiro Verde foi criado por Mort Weisinger e Greg Papp. Caracterizado como Robin Hood, além de sua perícia, o herói usava flechas especiais para combater o crime, como flecha-cola, flecha-de-rede, flecha-luva-de-boxe etc.
Nos anos 1970 fez grande sucesso com histórias de temática adulta (vividas ao lado do Lanterna Verde Hal Jordan), escritas por Dennis O’Neil e ilustradas por Neal Adams, e acabou sendo incorporado em praticamente todos as demais mídias da DC Comics.

Primeira aparição: na revista More Fun Comics #73 de 1941. Está em fase de acabamento uma série de TV sobre o herói que estreia em outubro nos EUA.

2 – Guilherme Tell

Segundo a lenda, Wilhelm Tell era conhecido por sua habilidade com a balestra. Foi obrigado a disparar uma flecha contra uma maçã, apoiada na cabeça de seu próprio filho, por descumprir uma ordem do déspota austríaco Hermann Gessler.
Tell acertou a maçã sem dificuldades e assim se perpetuou a lenda de Guilherme Tell, cujos primeiro relatos são do século XV, colocando-o como suposto herói e principal mentor da guerra de libertação da Suíça contra o império Habsburgo da Áustria.

Primeira aparição: supostamente em 1307 na cidade de Altdorf na Suiça.


1 – Robin Hood

Mítico herói inglês, Robin Hood teria sido um fora-da-lei que viveu no século XIII, no tempo do Rei Ricardo Coração de Leão. Extremanente hábil com o arco, usava a floresta de Sherwood como base e, devido às injustiças de seu tempo, roubava dos ricos para dar aos pobres.
Embora tenha sido imortalizado como Príncipe dos Ladrões, sua conduta sempre foi associada ao heroísmo. Como um lutador valente e um arqueiro infalível, era fiel aos amigos e despojado, tanto que não possuia bens.
Não é possível provar sua existência, mas sua lenda como um dos maiores heróis ingleses perdura até hoje. Robin Hood continua sendo citado em praticamente toda a cultura pop, além de inspirar um grande número de super-heróis que utilizam o arco como arma. Por isso ele é o primeiro de nossa lista.

Primeira aparição: é um mistério. Mas sua lenda foi amplamente citada em filmes, quadrinhos, desenhos animados, séries e gibis.

Feliz Dia da Toalha!

Calma, hoje é 25 de maio, Dia da Toalha. A data é celebrada desde 2001 e se trata de uma brincadeira/homenagem muito bem humorada ao escritor Douglas Adams, autor da série de livros sci-fi O Guia do Mochileiro das Galáxias.
E a razão para o objeto de culto ser uma toalha vem do livro de Adams:

“A toalha é um dos objetos mais úteis para um mochileiro interestelar. Em parte devido a seu valor prático: você pode usar a toalha como agasalho quando atravessar as frias luas de Beta de Jagla; pode deitar-se sobre ela nas reluzentes praias de areia marmórea de Santragino V, respirando os inebriantes vapores marítimos; você pode dormir debaixo dela sob as estrelas que brilham avermelhadas no mundo desértico de Kakrafoon;

Pode usá-la como vela para descer numa minijangada as águas lentas do rio Moth;

Pode umedecê-la e utilizá-la para lutar em combate corpo a corpo; enrolá-la em torno da cabeça para proteger-se de emanações tóxicas ou para evitar o olhar da Terrível Besta Voraz de Traal (um animal estonteantemente burro, que acha que, se você não pode vê-lo, ele também não pode ver você – estúpido feito uma anta, mas muito, muito voraz);

Você pode agitar a toalha em situações de emergência para pedir socorro;

E naturalmente pode usá-la para enxugar-se com ela se ainda estiver razoavelmente limpa.

Porém o mais importante é o imenso valor psicológico da toalha. Por algum motivo, quando um estrito (isto é, um não-mochileiro) descobre que um mochileiro tem uma toalha, ele automaticamente conclui que ele tem também escova de dentes, esponja, sabonete, lata de biscoitos, garrafinha de aguardente, bússola, mapa, barbante, repelente, capa de chuva, traje espacial, etc., etc.

Além disso, o estrito terá prazer em emprestar ao mochileiro qualquer um desses objetos, ou muitos outros, que o mochileiro por acaso tenha “acidentalmente perdido”. O que o estrito vai pensar é que, se um sujeito é capaz de rodar por toda a Galáxia, acampar, pedir carona, lutar contra terríveis obstáculos, dar a volta por cima e ainda assim saber onde está sua toalha, esse sujeito claramente merece respeito.”

Hoje também é comemorado o Dia do Orgulho Nerd (Dia del orgullo friki). A ideia surgiu na Espanha em 2006 e remete ao lançamento de Star Wars (Guerra nas Estrelas) – Uma Nova Esperança em 1977, um filme icônico para os amantes de sci-fi e por que não dizer aos amantes de quadrinhos, games, séries, ou seja, toda a cultura nerd que domina o mundo hoje.

De todo modo, essa brincadeira cresceu e se espalhou por toda a internet, onde manifestações, fotos e festas divertem os apreciadores desse objeto tão importante. Por isso… FELIZ DIA DA TOALHA!

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2016